Wellington Dias afirma que Lula tem o direito de disputar as eleições

0
Foto: Reprodução.

Em mensagem, em vídeo veiculado no Instagram, o governador Wellington Dias (PT), disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem o direito de disputar as eleições para a Presidência da República e vem sendo atacado por forças que vergonhosamente sempre promoveram uma guerra de classe,

Ele diz que tanto que falaram mal de Lula e indaga por que não querem deixar que dispute as eleições já que tem popularidade e o amor dos brasileiros.

Wellington Dias declarou que conhece o processo que vai ser julgado nesta quarta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre se o condenado em segunda instância, no caso a condenação de prisão de 12 anos do ex-presidente Lula pelo 4º Tribunal Regional Federal (TRF), de Porto Alegre (RS) e o que está em jogo não é apenas o julgamento de Lula, de um brasileiro, mas o julgamento pelo Suprema Corte sobre o que está escrito de forma  clara na Constituição Federal, que é o direito da pessoa recorrer da sentença e ser preso após o processo ter transitado e julgado.

“Isso já aconteceu com Getúlio Vargas, Jucelino Kubitschek, e não pode acontecer no século XXI, de um inocente ficar preso na cadeira apenas por causa do entendimento de um juiz”, afirmou Wellington Dias.

Ele lembra que Lula está disputando o Prêmio Nobel da Paz.

Wellington Dias defendeu habeas corpus preventivo  para o ex-presidente Lula. Ele diz esperar  que a lei  seja cumprida no julgamento desta quarta-feira e que Constituição seja respeitada.

O governador Wellington Dias se manifestou em defesa do direito à presunção de inocência, garantido pela Constituição Federal, em seu artigo quinto, durante a gravação do vídeo comentando o  julgamento do habeas corpus preventivo apresentado pela defesa do ex-presidente Lula, que será analisado nesta quarta-feira pelo Supremo Tribunal Federal.

“Não precisa ser advogado ou jurista, o texto é claro quando diz que ninguém poderá ser condenado enquanto uma ação transitar em julgado. Se o problema são as muitas instâncias existentes, então que se corrija esta questão, mão não que se altere a constituição. O fato concreto é que o Brasil acompanhará um momento histórico, um momento em que o STF, através dos seus membros, terá que tomar uma decisão: Vai valer a Constituição, ou o conjunto de pressões que são feitas em um momento como esse”, falou o governador Wellington Dias.

Dias disse  esperar que a lei seja cumprida no julgamento desta quarta-feira e a Suprema Corte brasileira não esteja afeita a pressões exteriores.

“A Constituição garante aos ministros a prerrogativa de que não podem ser demitidos. São pessoas que estão ali com cargos vitalícios e somente após completarem 75 anos de idade se aposentariam. Tudo isso para que se tenha uma corte livre e que faça cumprir a lei. É isso que todos nós esperamos”, falou o governador piauiense.

Amigo de longa data de Lula, o governador Wellington Dias afirma que confia  na inocência do ex-presidente e do seu não envolvimento em casos de corrupção.

“O que nós temos nesse processo do presidente Lula? A acusação de que ele recebeu um apartamento, quando ainda era presidente, como benefício de um favor prestado. Porém, os documentos comprovam que o imóvel pertence a empresa Odebreacht, tanto que está alienado junto à Caixa Econômica Federal como garantia que o Banco possui”, falou o governador do Piauí.

Wellington Dias afirmou ainda que o que está em jogo é o direito de Lula ser julgado, politicamente, pelo povo nas urnas.

“Nosso desejo é de que, no julgamento de qualquer pessoa, prevaleça a Constituição. O que se quer é que o presidente Lula não esteja acima ou abaixo da lei. Por essa razão, nós queremos Lula livre. Politicamente, o que está em jogo é tirar o direito de um brasileiro com a popularidade e carisma de Lula, agora indicado ao prêmio Nobel da paz, de concorrer às eleições”, declarou.

Fonte: Meio Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here