Rombo no Fundo de Previdência de Picos ultrapassa R$ 4 milhões

0

Mesmo com várias tentativas o prefeito de Picos, Padre José Walmir de Lima (PT), entra no terceiro ano do atual mandato sem conseguir equilibrar as receitas e as despesas. Relatório atualizado das contribuições em atraso aponta para um rombo de R$ 4.424.381,35 no Fundo de Previdência do Município de Picos, o PicosPrev.

O relatório foi elaborado pelo gerente do PicosPrev, Francisco Wallyson de Andrade Brito, atendendo pedido dos vereadores da bancada de oposição na Câmara Municipal.

Padre Walmir não consegue equilibrar contas e atrasa repasses do PicosPrevPadre Walmir não consegue equilibrar contas e atrasa repasses do PicosPrev – Foto: José Maria Barros/GP1

Segundo a planilha atualizada sobre as contribuições Previdenciárias- PicosPrev, Plano Financeiro; o município de Picos ainda não fez o repasse dos meses de agosto, setembro e outubro de 2018 referentes à Educação/Fundeb. Também não repassou os valores da Saúde e do Fundeb referente às competências de novembro e dezembro do ano passado.

Prefeitura de Picos não consegue manter Fundo Previdenciário em diaPrefeitura de Picos não consegue manter Fundo Previdenciário em dia – Foto: José Maria Barros/GP1

Estão em atraso também os repasses da Saúde, Educação/Fundeb e Administração referente ao 13º de dezembro de 2018 e os repasses das competências janeiro e fevereiro de 2019 referentes à Saúde e Administração.

O total em atraso das contribuições previdenciárias, PicosPrev, Plano Financeiro, é de R$ 2.592.959.80, sendo que o maior débito é da Secretaria de Educação/Fundeb.

Sede do PicosPrevSede do PicosPrev – Foto: José Maria Barros/GP1

Já no Plano Previdenciário estão em atraso os repasses da Educação/Fundeb referentes aos meses de agosto, setembro e outubro de 2018. Também não foram feitos os repasses da Saúde e Educação/Fundeb referente às competências de novembro e dezembro de 2018.

O prefeito Padre Walmir também não fez os repasses da Saúde, Educação/Fundeb e Administração referente ao 13º de 2018. Estão também em atraso os repasses da Saúde e Administração referente às competências de janeiro e fevereiro de 2019.

O valor total em atraso das contribuições previdenciárias, PicosPrev, Plano Financeiro é de R$ 1.831.421,55. Somando-se ao débito do Plano Financeiro o rombo no PicosPrev chega a casa de R$ 4.424.381,35.

Fundo Previdenciário

O Fundo Previdenciário de Picos é a junção da parte patronal e funcional. Mensalmente é retida do contracheque do servidor municipal uma quantia que corresponde à parte funcional e a Gestão Municipal destina recursos no Fundo que correspondem à parte patronal.

Confira o relatório das contribuições em atraso

Relatório aponta rombo de mais de R$ 4 milhões no PicosPrevRelatório aponta rombo de mais de R$ 4 milhões no PicosPrev – Foto: José Maria Barros/GP1

Outro lado

Procurado na manhã desta quinta-feira (11), o prefeito Padre Walmir pediu que o GP1 entrasse em contato com o procurador do Município, Maycon Luz, mas seu telefone estava desligado.

Fonte: GP1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here