Picos| Prefeitura objetiva transformar Beira Rio em nova Praça de Alimentação

0
Secretário municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Picos, Iata Rodrigues

O secretário municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Picos, Iata Rodrigues, participou do Grande Jornal desta terça-feira (22) para falar sobre a retirada dos trailers das praças da cidade.

O gestor falou que os trailers ainda não foram transferidos porque a prefeitura ainda está fazendo as alterações necessárias para a transformar a Avenida Beira Rio em uma praça de alimentação.

“Eles estão lá ainda porque nós estamos concluindo o espaço que irá recebê-los, que é o Point Beira Rio, que é a nova praça de alimentação, que nós estamos preparando com todo carinho para recebê-los lá”, afirmou.

Iata disse também que há uma lei que permite a Administração Municipal retirar os trailers dos locais que ocupam atualmente.  “Existe uma lei, o código de postura do nosso município, aprovadíssima, tratando sobre um projeto atualizado, uma lei atualizada que foi espelhada em grandes códigos de postura de Santa Catarina, de São Paulo, então aquilo que era bom em cada um, foi pescado e depois houve os enxertos da realidade nossa Picos. É uma lei aprovada e está em vigor. O artigo 62 dessa lei trata sobre os logradouros públicos e o artigo 77, tem um capítulo inteiro, trata sobre a ocupação de trailers no município”, explicou.

Ainda segundo o secretário, alguns vereadores da oposição estão se apropriando da polêmica para atacar a gestão. “É impressionante como vereadores, principalmente aqueles que fazem a oposição, se apropriam desse debate e dizem que está errado”. Iata disse ainda que esses vereadores, inclusive, votaram a favor do Código de Postura do município, que permite essa transferência.

Sobre a aplicação da multa que seria aplicada, caso os pontos não fossem retirados das praças, o presidente da Comissão de Direito Municipal, Administrativo e do Direito do Consumidor, Davi Benevides, disse que ela é inexistente. Já Iata Rodrigues falou que o que houve foi uma má interpretação por parte da Administração e que realmente, a determinação do Ministério Público não prevê a aplicação da punição caso os trailers não sejam removidos.

“Realmente existe a multa de 500 reais, inclusive à minha pessoa, o meu CPF, e 500 reais ao prefeito e à prefeitura, então seria 1.500 reais/dia de multa, só que não é generalizando, é para aqueles [trailers] que ocupam nos estacionamentos. Então houve esse equívoco, que foi eu que me expressei mal”, explicou o gestor da Secretaria de Desenvolvimento.

O servidor municipal disse também que não acredita que a transferência interferiria na lucratividade dos proprietários, ele acredita que a Beira Rio terá uma grande rotatividade de pessoas após as alterações que serão feitas.

Fonte e foto: Grandepicos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here