Piauí fica em 6° lugar no ranking de autoavaliação de Boas Práticas de Segurança do Paciente

0

O Piauí ficou em 6° lugar no ranking nacional da Autoavaliação de Boas Práticas de Segurança do Paciente, realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). O resultado é de grande relevância para o Estado para a realização de monitoramento e motivação das ações de segurança do paciente desenvolvidas pelos estabelecimentos assistenciais de saúde.

 

“Isso significa que 100% dos 21 hospitais prioritários atenderam ao chamamento da Secretaria de Saúde do Estado e apresentaram as informações que eram necessárias para a Anvisa, se colocando desta forma, de maneira proativa para o gerenciamento de seus riscos”, explicou o secretario de Saúde, Florentino Neto.

A autoavaliação foi baseada no preenchimento do Formulário Nacional das Práticas de Segurança do Paciente da ANVISA, feito pelos Núcleos de Segurança do Paciente (NSP) e pelas Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) dos 21 hospitais prioritários do Piauí, públicos e privados, no período de maio a setembro de 2018.

O formulário eletrônico era composto por 15 questões objetivas e 4 questões relacionadas à avaliação de indicadores de estrutura e de processo das práticas de segurança do paciente. Consideram-se como hospitais prioritários no Plano Integrado, aqueles que dispõem de leito de UTI. Em 2019, a Anvisa vai continuar com o monitoramento e já disponibilizou o formulário para o preenchimento dos hospitais.

 

Com isso, nós queremos estimular que os núcleos de segurança do paciente e as comissões internas de controle de infecção hospitalar, para que elas possam continuar trabalhando e estimular também os diretores e gestores dos hospitais, para que eles continuem dando esse exemplo, respondendo a vigilância sanitária e as suas recomendações, para que no ano de 2019 o Piauí possa ficar bem posicionado, assim como foi no ano anterior”, concluiu Florentino Neto.

De acordo com a diretora da Vigilância Sanitária do Piauí, Tatiana Chaves, o Piauí responde ao questionário desde 2016. “Esse ano nós conseguimos 100% de que todos os hospitais prioritários respondessem o formulário de autoavaliação e partir dai identificamos as necessidades de melhorias a serem implantadas, possibilitando ao usuário, um serviço de melhor qualidade e segurança”.

 

 

 

Fonte: Oito Meia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here