Pedestres relatam riscos que sofrem ao atravessar ponte da Passagem das Pedras

0
Ponte do bairro Passagem das Pedras-Picos.

Centenas de pessoas cruzam a ponte do bairro Passagem das Pedras diariamente, uma grande quantidade destas a pé. O que deveria ser algo simples constitui-se em um verdadeiro desafio, uma vez que aquela estrutura é antiga e não possui uma demarcação clara para os pedestres que tem de redobrar o cuidado ante o fluxo de veículos automotivos.

Construída no primeiro governo Aberto Silva (1971-1975) a ponte é estreita, possuindo aproximadamente cinco metros de largura, o que obriga os pedestres a transitar em meio a motocicletas e automóveis. Muitos dos motoristas e motociclistas possuem consciência e param os veículos em respeito aos pedestres, mas outros simplesmente ignoram essa vulnerabilidade, demonstrando desconsideração pela vida humana.

Residente na Passagem das Pedras há dois anos, a comerciante Remédios Sousa, cuja loja fica próxima à ponte, disse que presencia casos diários de quase atropelamentos. “Os veículos não respeitam, e a ponte é muito estreita e não possui uma estrutura para pedestres. Isso é muito preocupante”, declarou.

Remédios Sousa.

Remédios Silva pede que os órgãos públicos tomem providências imediatas quanto a ponte, uma vez que o risco de acidentes é extremamente alto. “Creio que deveriam fazer uma reforma, colocar um redutor de velocidade, qualquer coisa que viesse a melhorar a segurança, pois está extremamente precária”, lamentou.

A aposentada Isabel Teresa Rodrigues nos concedeu entrevista enquanto caminhava sobre a ponte, vindo do centro em direção a sua casa, no bairro Passagem das Pedras, onde reside há mais de 20 anos. Ela também relatou o sentimento de preocupação toda vez que tem de atravessar aquela estrutura em meio a motos e automóveis.

Isabel Teresa Rodrigues.

A sinalização horizontal de trânsito da ponte está apagada, o que torna ainda mais complicado transitar por ali. E na sua beirada há apenas uma grade enferrujada para proteger as pessoas de uma queda de quase dez metros no Rio Guaribas.

Nossa equipe procurou o titular da Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana (STTRAM), Edilberto Cirilo, para saber se alguma sinalização seria adotada com efeito imediato para a ponte da Passagem das Pedras. Ele respondeu que as medidas serão tomadas após a conclusão do estudo sobre o trânsito local previsto para acontecer ao final de abril.

Sobre a possibilidade do alargamento ou duplicação daquela passagem, nossa equipe foi informada que existe um projeto solicitado pela prefeitura de Picos e encaminhado ao Governo do Estado nesse sentido. No entanto, a obra dependerá de recursos da esfera estadual, o que significa dizer que não sairá tão cedo.

Enquanto conversávamos com as pessoas era possível sentir a ponte tremer fortemente quando da passagem dos automóveis. Isso tem aumentado a sensação de insegurança para todos os transeuntes e moradores das imediações.

 

Fonte e fotos: Folha Atual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here