Operação policial prende suspeitos de participar de incêndios a ônibus em cidade do PI

0

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), da Polícia Civil, cumpriu nove mandados de prisão e apreendeu um adolescente, todos suspeitos de participar do incêndio de dois ônibus em Teresina, em março. Quatro dos suspeitos foram presos, e os outros cinco mandados foram cumpridos dentro do sistema prisional do Piauí.

De acordo com a Polícia Civil, foram presos Alandilson Cardoso Passos, Jardielson dos Santos Souza, John Pablo Ferreira de Araújo e Leonardo Oliveira da Costa, conhecido como Léo Gordinho. Este último, Leonardo Oliveira, havia sido preso pelo Greco anteriormente suspeito de comandar o sequestro de uma tesoureira de uma agência do Banco do Brasil em fevereiro de 2017 em Teresina.

Dentro de presídios, serão cumpridos mandados contra Marcos Willian da Silva, Gregório Rodrigues de Sousa, Matheus Pierre dos Santos, Tiago Henrique Portela Gomes e Antoniel Kelson dos Santos. Um adolescente, que não teve o nome divulgado, foi apreendido.

Ônibus incendiados

Criminosos ateiam fogo em ônibus na Zona Sul de Teresina
G1 PI
Primeiro ônibus foi incendiado pelos criminosos na noite de 7 de março, no bairro Angelim, Zona Sul de Teresina

Primeiro ônibus foi incendiado pelos criminosos na noite de 7 de março, no bairro Angelim, Zona Sul de Teresina

Dois ônibus foram incendiados em menos de 24 horas no mês de março em Teresina. O primeiro crime aconteceu na noite de 7 de março, no bairro Angelim, na Zona Sul de Teresina. O segundo no dia 8, no bairro Mário Covas, também na Zona Sul, próximo ao local do primeiro incêndio. Durante a madrugada do dia 9, criminosos tentaram ainda incendiar mais um veículo, mas as chamas foram apagadas pelo motorista.

Segundo ônibus é incendiado em menos de 24h na Zona Sul
G1 PI
Segundo ônibus foi incendiado em menos de 24h depois no bairro Mário Covas, também na Zona Sul de Teresina

Segundo ônibus foi incendiado em menos de 24h depois no bairro Mário Covas, também na Zona Sul de Teresina

De acordo com o gerente da empresa dona dos dois veículos incendiados, Wiliame Campeiro, os dois crimes foram executados de forma diferente. No primeiro caso, uma dupla de moto perseguiu o ônibus e esperou ele parar no terminal. Uma pessoa subiu no veículo, determinou que todos fossem para os fundos do ônibus, espalhou combustível e colocou fogo.

Já na segunda ocorrência, os suspeitos pararam um Gol vermelho na frente do ônibus, que aguardava para a segunda viagem. Dois homens encapuzados desceram e jogaram garrafas por trás e na frente do veículo.

Fonte: G1 Piauí

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here