Obra da adutora de Bocaina está paralisada há dois anos

0
Foto| Reprodução.

A obra da adutora da barragem de Bocaina está paralisada há mais de dois anos. O gerente da Agespisa de Picos, Sérgio Alves Feitosa, informou que esse empreendimento pertence a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAR). Como os últimos anos foram de seca, a barragem não teria condições de abastecer as cidades uma vez que segundo a última medição o seu nível estaria em 20%.

Segundo Sérgio Feitosa a adutora abasteceria as cidades de Bocaina, Sussuapara e Picos. A tubulação chegou até a Picos, momento em que os trabalhos foram interrompidos. “Com o aumento das chuvas, nós temos a esperança de que ela vá ser concluída para utilizarmos essa água do açude de Bocaina para abastecer uma parte da nossa cidade”, comentou.

Mesmo que o inverno chuvoso dos próximos anos seja igual a 2018, considerado muito bom, a adutora ainda não poderia ser utilizada. Ainda falta a construção das unidades de armazenamento e tratamento da água. Esta última é a parte mais cara do projeto. “Demanda um custo muito alto, tanto na questão da compra de equipamentos, consumo de energia elétrica, funcionários terão de ser contratados, produtos químicos terão de ser disponibilizados, tem toda uma logística em volta”, informou Sérgio.

Caso essa obra seja concluída um dia, a sua administração ficaria a cargo da Agespisa. Na atualidade a cidade de Picos é abastecida em sua totalidade por poços artesianos. O aumento do consumo e do número de poços há tempos tem reduzido o lençol freático da região. Como a água é recurso finito, seria mais do que necessário que essa adutora seja concluída logo.

Fonte: Folha Atual

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here