Julgamento de Lula foi adiado para o dia 4 de abril

0

Os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram no início da noite desta quinta-feira (22) adiar para o próximo dia 4 de abril a conclusão do julgamento do habeas corpus preventivo de Luiz Inácio Lula da Silva, impetrado pela defesa com o objetivo de evitar a prisão do ex-presidente.

A maioria dos ministros decidiu nesta quinta-feira (22) julgar o habeas corpus preventivo da defesa do petista com o objetivo de evitar a prisão do ex-presidente.

Sete ministros votaram a favor do julgamento do habeas corpus e quatro, contra.

Em janeiro, o ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês em regime inicialmente fechado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) , responsável por analisar os processos da Lava Jato em segunda instância.

Os desembargadores do TRF-4 decidiram que a pena deverá ser cumprida quando não couber mais recurso ao próprio tribunal. O único recurso possível já foi apresentado e será julgado na próxima segunda (26).

Saiba como votou cada um dos ministros do Supremo Tribunal Federal:

Edson Fachin – contra o julgamento do habeas corpus

Alexandre de Moraes – a favor do julgamento do habeas corpus

Luís Roberto Barroso – contra o julgamento do habeas corpus

Rosa Weber – a favor do julgamento do habeas corpus

Luiz Fux – contra o julgamento do habeas corpus

Dias Toffoli – a favor do julgamento do habeas corpus

Ricardo Lewandowski – a favor do julgamento do habeas corpus

Gilmar Mendes – a favor do julgamento do habeas corpus

Marco Aurélio Mello – a favor do julgamento do habeas corpus

Celso de Mello – a favor do julgamento do habeas corpus

Cármen Lúcia – contra o julgamento do habeas corpus

Fonte: Meio norte.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here