Esposa de mototaxista morto rebate afirmação de irmão da vítima

0

A companheira do mototaxista Ariosvaldo Vieira de Sousa assassinado na Avenida Barão de Castelo Branco durante uma tentativa de assalto na noite do dia 16 de abril, rebateu o irmão da vítima no programa Patrulha desta sexta-feira (26), após ele afirmar que ela não seria esposa do mototaxista.

Em conversa com o apresentador Gilvan Barbosa, a mulher identificada como Danúbia Araújo afirmou que apareceu na televisão para pedir por justiça.

“Em momento algum eu fui para televisão dizer que eu era casada com ele ou tinha filho com ele, eu apareci na televisão foi para pedir por justiça, porque naquele dia 17 foi ele, amanhã nós não sabemos qual de nós mototáxis entre os 2.315 pode ser vítima.” Diz a mototaxista.

Danúbia afirmou que tinha um relacionamento com Ariosvaldo há 3 anos e o mototaxista estava há 2 anos sem visitar a família.

“Então hoje, eu vim aqui dizer que eu morava sim! com Ariosvaldo e ele estava com dois anos que não ia na casa da família dele.”afirmou Danúbia.

Ainda durante a entrevista, ela afirmou que o irmão da vítima, Ivaldo estava atrás dela para pegar a motocicleta da vítima, mas segundo Danúbia, o veículo não está quitado e está no nome de outra pessoa.

“Eu quero dizer para o Ivaldo que eu não tenho medo da justiça, porque eu sou uma trabalhadora, sou uma guerreira e tenho uma verdade comigo. Todos os meus amigos e vizinhos lá da Vila São Sebastião sabem, todos ficaram revoltados. Hoje eu vim aqui dizer a minha versão, e dizer para o Ivaldo que eu fui sim esposa do Ariosvaldo, e que quando a família abandonou ele, ele chorou nesse ombro aqui, e eu chorei sim pela morte dele, nem tenho mais lagrimas para chorar. Já você não teve nem respeito pela sua família e pelo corpo de seu amigo estava atrás de mim no ponto que a moto ficou, no local onde foi gravado. Então eu vim aqui pedir o meu direito de resposta.” Contou Danúbia.

“A moto que ele trabalhava não está no nome dele e ele nem terminou de pagar.” Disse a esposa do mototaxista.

Em telefone o irmão do mototaxista seguiu afirmando que Danúbia não é esposa de Ariosvaldo.

“Quando uma mulher chama uma pessoa de esposo, ela vive na mesma casa e meu irmão não vivia com ela dentro da mesma casa, ele só tinha uma relação com ela. Eu só quero que ela devolva a moto para a família e vá viver a vida dela.” Disse Ivaldo, irmão da vítima.

Em seguida o irmão da vítima afirmou que a motocicleta pode ficar com Danúbia, mas quer que ela não vá atrás da família.

 

 

Fonte: Meio Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here