Em Picos, fossa enche e transborda dejetos para banheiros e pátio de escola na Mirolândia

0

Pais de alunos da Escola Municipal Elias Gomes, no povoado Mirolândia, estão revoltados com a situação da escola da comunidade. A dona de casa Francisca Silva relatou a calamidade à nossa reportagem, segundo a denúncia, a fossa sanitária do colégio está vazando e transbordando dejetos para os banheiros e o pátio da escola.

“A fossa sanitária está vazando e o pátio da escola está inundado de urina. Não tem condições de as crianças estarem lá na escola e só hoje a gente veio ver esse problema e a gente precisa de ajuda do município e da secretária de Educação para eles resolverem isso, porque da maneira que está lá, não tem como nossos filhos irem”, contou.

Outra mãe ouvida foi Rayane Oliveira, ela disse que não vai mais mandar o seu filho para a escola enquanto o problema não for sanado. “Ele chega em casa e fala que a escola está fedendo, eu não vou mais mandar [o filho para a escola], porque eu acredito que o mau cheiro de uma fosse deve prejudicar muito a saúde de uma criança, sem falar que eles mesmos não aguentam”, afirmou. Rayane falou ainda que a cantina do colégio fica em frente aos banheiros e que os estudantes não aguentavam nem merendar no local.

Já a senhora Evanilda Silva, informou que além, do problema da fossa, há deficiência também no ônibus que faz o transporte escolar. Segundo Evanilda, o veículo está com a porta amarrada com uma corda.

“Se dentro de uma semana eles não tomarem providências, a gente vai transferir nossos filhos para estudarem em outro município, infelizmente, ou então nós vamos na Defensoria Pública procurar nossos direitos, a gente não pode é deixar nossos filhos sem estudar. O ônibus também está em estado de calamidade, hoje estava amarrado com corda, as portas ficam abrindo e fechando e os vidros quebrados, teve menino que ficou com a mão enganchada em ônibus devido a esse problema”, relatou.

Dacilene Sousa comentou que algumas crianças já chegaram a apresentar mal-estar devido o defeito na fossa do prédio. “Desse jeito não tem como, as crianças podem pegar uma infecção, teve criança que já passou mal, puxando vômito. Várias mães não vão mais mandar as crianças para o colégio e isso é um problema grande para a nossa comunidade e para as crianças também, que ficam atrasadas na questão da educação”, pontuou.

O outro lado

Na manhã de hoje a coordenadora de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Roseli Moura, recebeu a reportagem do Grande Picos e garantiu que o problema será resolvido. Segundo ela, a Secretaria recebeu a reclamação desde a última sexta-feira (05) e nesta segunda (08) já providenciou um profissional para analisar a situação do local até a próxima quarta-feira (10).

Roseli contou que a fossa da unidade de ensino enche muito rápido, ela acredita que há vazamentos de água que estão sendo direcionados para o depósito de dejetos, por isso, a questão hidráulica também será vistoriada e reparada.

“Na sexta-feira o diretor esteve aqui na secretaria e nós sabemos o número de escola que nós temos e muitas vezes nós não conseguimos atender, ou resolver o problema no momento que ele surge, é claro que seria bom e importante se nós tivéssemos essa condição de resolver, porém, o que a secretária, o nosso prefeito, a Secretaria de Educação não se furta, é da responsabilidade de estar tentando minimizar, tentando resolver […]. O problema dessa fossa, nós sabemos que vem de algum tempo, há uma infiltração e nós sabemos que nesse período chuvoso acarreta mais, graças a Deus está sendo um bom inverno, por outro lado, a gente sabe dos transtornos que causa, mas pedimos à comunidade que nos entenda, que nós estamos tentando e vamos resolver o problema”, garantiu Roseli Moura.

As imagens foram enviadas para a redação do Grande Picos por moradores da comunidade.

 

Fonte: Grande  Picos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here