Conheça a História do Saudoso Álvaro Rodrigues e sua luta pela emancipação política do Município de Itainópolis – PI; Ele completaria 97 anos hoje!

0

Há 97 anos, em 21 de Agosto de 1922 nascia Álvaro Rodrigues de Araújo, o 4º filho do casal Coronel José Rodrigues de Araújo (Zequinha do Jenipapo) e Maria Madalena Araújo, no então Povoado Jenipapo (Hoje, Itainópolis).

Álvaro começou os estudos em Jenipapo, posteriormente, foi morar em Teresina, para dar continuidade aos estudos, de onde seguiu para o Rio de Janeiro em busca de mais conhecimentos.

Carteira do Club de Regatas no Rio de Janeiro.

No Rio de Janeiro, iniciou o curso de Contabilidade, foi aprovado em concurso para o Ministério da Guerra e fez grandes amizades, entre elas: Petrônio Portela Nunes, Benoni Portela Leal, José Camilo da Silveira, Clóvis Melo, Dirceu Mendes Arcoverde e João Clímaco de Almeida o (Joqueira).

Álvaro e o irmão Constantino no Rio de Janeiro.

Por força maior, não conseguiu concluir o curso de Contabilidade. Seu pai José Rodrigues, faleceu de ataque cardíaco, aos 57 anos. Com a morte de seu pai, Álvaro teve que retornar ao Piauí, para administrar os negócios de seu pai.

Em 1948, Álvaro retornou ao Piauí, para administrar as Fazendas de Gado e Algodão do seu pai, bem como continuar o sonho de seu pai de tornar Jenipapo uma cidade.  Em 1950, elegeu-se vereador de Picos.

No dia 06 de Janeiro de 1951 em Teresina, casou-se com Iara Lages Batista, com quem teve 7 filhos: Crislane, Maria de Fátima, Rosângela, José Wellington, Álvaro Filho, Fernando e Marcos Antônio(Bil). Álvaro também foi Fiscal de Renda da Secretaria de Fazenda.

Álvaro e Iara no casamento.

Depois de muita luta, no dia 12 de fevereiro de 1954, Álvaro realizava o maior sonho dele e de seu pai. O governador Pedro Freitas assinou para ele, a tão sonhada emancipação política de Jenipapo. Jenipapo passou a ser Itainópolis. Álvaro escolheu Itainópolis (Cidade do rio Itain), inspirado no nome de Petrópolis (Cidade de Pedro). Por indicação de Álvaro, o seu irmão Elísio Rodrigues, foi nomeado o primeiro prefeito de Itainópolis.

Governador Pedro Freitas assinando a emancipação política de Itainópolis para Álvaro e demais autoridades presentes.

Em 1954, Álvaro se elegeu prefeito de Itainópolis, e se tornou o primeiro prefeito eleito do município.

Durante sua primeira administração, Álvaro mostrou habilidade política, competência, seriedade e fez uma grande gestão.

Álvaro fez grandes obras, dentre elas, vamos destacar um dos principais pontos turísticos de Itainópolis. Foi na gestão de Álvaro, que foi construída a capelinha de Nossa Senhora de Fátima. Tudo começou, quando o seu irmão Constantino Rodrigues fez uma promessa para Nossa Senhora de Fátima, alcançando a graça desejada. Constantino doou a imagem de Nossa Senhora de Fátima, e Álvaro mandou construir o nicho no morro. A imagem veio de Portugal, e o Nicho foi abençoado pelo Arcebispo de Teresina, Dom Avelar Brandão Vilela, no dia 05 de Agosto de 1958. Entre outras obras, podemos destacar a primeira Usina Elétrica, a Praça Coronel José Rodrigues, o primeiro calçamento da Av. Principal (Hoje Av. Álvaro Rodrigues), prédio da Agência Telégrafica e a Delegacia Pública.

Ainda em 1958, Álvaro ficou na primeira suplência de deputado estadual, porém, o deputado eleito renunciou ao mandato antes de assumir, e ele se tornou o primeiro deputado estadual de Itainópolis.

Na Assembleia, Álvaro Rodrigues se destacou, por ser uma pessoa de grandes conhecimentos, muitas amizades importantes e por ser bem articulado.

Em 1960, uma grande enchente praticamente destruiu Itainópolis. Quando todos os grandes políticos abandonaram o município, e a população já estava sem esperança. Álvaro, mais uma vez não abandonou o seu povo, caminhou vários Kms com uma equipe, para chegar em Itainópolis com mantimentos para população desabrigada, e com sua influência, também conseguiu um helicóptero do exército para levar mais mantimentos.

Álvaro servindo o exército.

Em 1962, Álvaro já com à reeleição certa para deputado estadual, abandona a candidatura para a Assembleia Legislativa do Estado, contra a vontade de vários familiares e amigos, e candidata-se a prefeito. A pedido dos conterrâneos que chegaram na sua residência em Teresina, em comitiva de três automóveis, exigindo sua candidatura a prefeito de Itainópolis. De volta à política de Itainópolis, Álvaro se reelege para o segundo mandato.

No segundo mandato, Álvaro só passou dois anos. Por perseguições políticas, foi cassado pela Câmara Municipal, acusado de irregularidades administrativas. O Tribunal de Justiça do estado, mandou Álvaro assumir novamente a prefeitura, mas ele se recusou.

Em 1966, ocorreram novas eleições, e o candidato indicado por Álvaro a prefeitura de Itainópolis, foi derrotado. Foi uma eleição muito conturbada, cheia de confusões e ameaças.

Ainda em 1966, antes de assumir um cargo em Brasília, por indicação do senador Petrônio Portela, seu amigo pessoal. Álvaro faleceu, vítima de um ataque cardíaco, no dia 20 de Dezembro de 1966, na sua residência em Teresina. Antes do ocorrido, disse que estava muito decepcionado com os últimos acontecimentos na política da sua cidade natal, que ele tanto lutou para sua emancipação política.

            Um pequeno relato da história de Álvaro Rodrigues de Araújo.

Álvaro foi:

  • Empresário;
  • Fiscal de renda da Secretaria de Fazenda;
  • Vereador de Picos;
  • Duas vezes prefeito de Itainópolis;
  • Deputado Estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here